XVII Jornadas sobre a Função Social do Museu, 20-22 Out. 2006


Realiza-se entre 20 e 22 de Outubro mais uma edição das Jornadas sobre a Função Social do Museu.

Temas: participação e voluntariado; museus, comunidades e saberes

Local: Museu do Trajo, S. Brás de Alportel

Mais informações:
museu.trajoalgarve@clix.pt

Fonte:
http://industrias-culturais.blogspot.com/

Publicités

2 Réponses to “XVII Jornadas sobre a Função Social do Museu, 20-22 Out. 2006”

  1. Laranja com Canela Says:

    Ana,
    qual é para ti o melhor museu em Portugal e porquê?
    Pela tua experiência o que é que falta nos nossos museus que já exista lá fora?
    Muitos museus queixam-se da falta de público, mas por outro lado, há exposições em que as visitas guiadas estão super lotadas. Muita e boa publicidade ou quando se fazem coisas de qualidade o público adere?
    Aqui fica o desafio.
    Beijinhos

  2. Ana Carvalho Says:

    Fiquei a pensar. Será que posso eleger com segurança o melhor museu em Portugal. Não, nao consigo. E porque, de facto, não existe um único (na minha experiência enquanto visitante, entenda-se)que se possa dizer ter atingido um padrão desejável de qualidade. Eu penso que existem museus que num aspecto ou noutro tem-se superado efectivamente, mas numa avaliação mais global ainda estamos muito aquém do que seria desejável.
    No entanto, não posso deixar de salientar as valiosas colecções que os nossos museus encerram.E desde já, acho que não ficamos nada atrás de outros países. De facto temos um património riquissimo a vários níveis, mas muitas vezes não sabemos o que fazer com ele. Falta-nos várias coisas (isto daria uma tese…), mas acima de tudo falta-nos estratégia. Com uma boa estratégia de comunicação e um bom produto temos sucesso na certa.
    Os públicos. Não temos públicos? Então temos que captar mais públicos, mas para isso temos de ter estratégias definidas para alcançar esse objectivo. Os museus têm que deixar de ser espaços longínquos, intocáveis para se aproximarem das comunidades.
    Por outro lado, já começamos a assistir em Portugal à corrida louca para exposições tipo « Blockbuster ». E com a ajuda da publicidade o público aflui em massa… No entanto, é fácil perceber não existe por trás um planeamento e previsão destes eventos que evite as visitas guiadas super lotadas, as filas, entre outros aspectos…Ou seja, há que dosear muito bem a publicidade em função do que se pode oferecer enquanto produto, senão corremos o risco do público não voltar. Em jeito de conclusão, creio que os museus precisam de boas estratégias de comunicação e campanhas de publicidade assertivas, mas só por si isso não basta. Temos também que assegurar que o produto reúne todas as condições para que seja um produto de qualidade. Reunidas essas condições penso que os museus podem estar no bom caminho.

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s


%d blogueurs aiment cette page :