I Congresso Internacional de História Oral, 26-28 Out. 2006

Realiza-se nos dias 26, 27 e 28 de Outubro o I Congresso Internacional de História Oral.

Com a realização deste evento pretende-se chamar a atenção do público português para uma disciplina desconhecida por muitos, mas fundamental para perceber a compreensão do passado mais recente. A História Oral destaca-se enquanto metodologia de recolha de memórias ‘vivas’ através de entrevistas gravadas, baseando-se nas experiências de vida únicas de cada indivíduo. É uma História vivida e contada na primeira pessoa – uma História Viva -, que permite traçar uma imagem mais rica e completa do passado, explorando aspectos da realidade histórica normalmente não documentados.

Realidades que vão estar em discussão num congresso em que marcarão presença figuras cimeiras internacionais da História Oral e investigadores portugueses que exploram esta área do saber. O objectivo é reflectir com todo o rigor científico sobre a História Oral, fazendo um balanço da sua trajectória passada, e equacionando o futuro a partir dos seus desenvolvimentos recentes.

Organização: Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Letras da Universidade do Porto – FLUP

Local: Auditório da Biblioteca Almeida Garrett e no Palácio de Cristal, Porto.

Programa e Ficha de Inscrição disponíveis aqui.

Mais informações:
Gabinete de Eventos e Relações com o Exterior da FLUP
Telefone: 22 607 71 05
E-mail: mmoreira@letras.up.pt

Fonte: Notícias site FLUP

Publicités

2 Réponses to “I Congresso Internacional de História Oral, 26-28 Out. 2006”

  1. Ana Carvalho Says:

    È de saudar esta inicativa que leva a debate um tema tão pertinente para os museus e outras instituições culturais. Na minha opinião tem-se falado pouco em Portugal sobre esta temática. Relembre-se que em Outubro de 2004 decorreu em Seoul, Coreia, a 20ª « General Conference » do Icom subordinada ao tema « Museums and Intangible Heritage ». Trata-se afinal um tema da actualidade museológica e que merece uma reflezão aprofundada.
    Importa saber quais os projectos a decorrer neste domínio em Portugal, quais as dificuldades (ou não). Muitas questões se levantam!
    Estarão os museus preparados para receber e tratar este material? Estarão conscientes da necessidade de valorizar e salvaguardar este património? E dispomos de ferramentas para documentar este património?
    Ac

  2. Ana Carvalho Says:

    Li recentemente a notícia sobre a publicação do livro “ Romances – Património Oral do Concelho de Loulé, Vol. II”, de Idália Farinho Custódio, Maria Aliete Farinho Galhoz e Isabel Cardigos. Editado pela Câmara Municipal de Loulé.
    A publicação desta obra surge no seguimento de uma pesquisa sobre o património oral nas freguesias do concelho, entre 1994 e 2003, tendo dado os primeiros passos com a publicação de dois volumes de “Memória Tradicional de Vale Judeu”, em 1996 e 1997, e que prosseguiu com a apresentação do primeiro volume do “Património Oral do Concelho de Loulé” dedicado aos “Contos”.
    Segundo Idália Farinho, o material foi recolhido junto de idosos das zonas rurais do concelho. “Quase sempre com o gravador, fixávamos todos os textos que os informantes iam desfiando do seu repertório. E ora vinha um conto. Ou uma oração. Ou um romance »…
    Não conhecemos a obra, mas parece ser indicador de que se trata de um documento que visa preservar a memória colectiva de uma comunidade. Um património a salvaguardar.
    AC

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s


%d blogueurs aiment cette page :