Cultura Avieira promovida em encontro nacional…

Preservando a cultura dos « ciganos dos rios »

A capital ribatejana foi o local escolhido para a realização do 1º Encontro Nacional da Cultura Avieira, que está agendado para o dia 9 de Novembro.

Esta é mais uma iniciativa que se insere na candidatura da cultura avieira a património nacional, um projecto a ser dinamizado pelo Instituto Politécnico de Santarém/Escola Superior de Educação de Santarém, pela AIDIA – Associação Independente para o Desenvolvimento Integrado de Alpiarça e pela ANMPN – Associação Náutica da Marina do Parque das Nações.

A estas instituições juntam-se o Instituto Politécnico de Tomar, a Associação dos Arquitectos sem
Fronteiras de Portugal, as autarquias da Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo, Vila Franca de Xira, Grândola e Alcácer do Sal, Universidade de Aveiro, empresas privadas, num total de 83 pessoas e instituições de todo o país (24 pessoas em nome individual e 59 instituições).

Já foi entregue uma candidatura ao QREN na CCDR no Alentejo para angariar fundos para o desenvolvimento do projecto e existe a intenção de que seja entregue outra para obter fundos que possam financiar a recuperação de património avieiro.

O projecto prevê ainda a promoção do turismo fluvial com passeios e a criação de rotas, assim como de novos ancoradouros que permitam a mobilidade. João Serrano, presidente da AIDIA, garante que está aberta a possibilidade do próprio Ministro da Cultura se envolver e ser promotor desta candidatura.

As aldeias avieiras « Avieiros » é nome dado ao grupo de pescadores naturais da Vieira de Leiria (alguns também de Aveiro) e que, desde o início do séc. XX até aos anos 60, começaram a chegar às margens do Rio Tejo e do rio Sado sobretudo durante o Inverno, em busca de melhores condições para
pescar. Inicialmente rejeitados pelos naturais destas regiões ribeirinhas, os avieiros viam-se obrigados a viver dentro nos seus próprios barcos durante o período que passavam por estes rios acima. Pouco a pouco foram-se integrando na região e fazendo alguns trabalhos agrícolas, sobretudo nas culturas
sazonais de Verão do Ribatejo como o milho e tomate. Naquela altura começaram a passar boa parte do ano fora de casa e por isso foram apelidados de « ciganos do rio ».

Estar ausente do domicílio por períodos tão dilatados fez com que estes semi-nómadas, que protagonizaram o último grande movimento migratório do séc. XX em Portugal, tivessem que começar a construir pequenas habitações de madeira junto ao rio, maioritariamente sobre palafitas para escapar às cheias. É a estes grupos de casas que se dá o nome de aldeias avieiras. Hoje ainda existem 14, espalhadas por 10 concelhos ribeirinhos do Tejo e por mais dois no Sado (Grândola e Alcácer do Sal). Sobre este povo de nómadas do rio há vários textos e livros escritos mas o melhor mesmo é ler o escritor Alves Redol que de forma sublime retratou esta comunidade no seu
livro « Avieiros ». Pode também passar pela reconstruída aldeia avieira do Escaroupim em Salvaterra de Magos, onde tem parque de campismo disponível e uma casa-museu onde pode ficar a conhecer por dentro como eram as suas casas e como viviam estes « ciganos do rio ».

João Batista/ O Ribatejo, Sexta-feira, 8 de Ago de 2008
—————————————————————————
Poderá ler o artigo no seu formato original em:
http://clix.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/387880
—————————————————————————-

Publicités

Étiquettes : , , , , , , , , ,

2 Réponses to “Cultura Avieira promovida em encontro nacional…”

  1. ANTONIO Says:

    SE A PRAIA DE VIEIRA E MUITAS OUTRAS FORAM FUNDADAS POR ILHAVO COMO PODEM DIZER QUE SÓ ALGUNS AVIEIROS SÃO DE ILHAVO…

    LEIAM O PRIMEIRO CAPITULO DE «VIAGENS NA MINHA TERRA» DE GARRETT E JÁ AGORA «OS PESCADORES» DE BRANDÃO…

    ANTONIO ANGEJA

  2. umolharviajante Says:

    Um excelente projecto, que luta para não deixar morrer o que é português!

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s


%d blogueurs aiment cette page :