Sobre as VIII Jornadas do ICOM

VIII Jornadas do ICOM
Padrão dos Descobrimentos, 29 Março 2010
©Ana Carvalho

No passado dia 29 de Março teve lugar mais uma edição das jornadas do ICOM, que foi de encontro ao tema escolhido pelo ICOM internacional “Museus e Harmonia Social”. Este tema, suficientemente abrangente, levou os conferencistas convidados a partilhar com a assistência a sua reflexão a partir de experiências concretas, algumas perspectivadas de dentro, outras de fora (Museu da Casa Grande de Freixo de Numão, Museu da Luz, Museu de Mértola, Museu de Mação, Museu do Papel Moeda Fundação Dr. António Cupertino de Almeida, etc.). De algum modo, permanece no cerne da questão a relação dos museus com as comunidades, os desafios, mas também os limites e fronteiras da função social. A importância do trabalho em rede e o desenvolvimento local e territorial foi de certa maneira transversal nesta discussão, ainda que com diferentes nuances.

Entre as comunicações apresentadas, não poderíamos deixar de sublinhar a intervenção de Hugues de Varine, que nos desafiou a pensar e a reflectir sobre as possibilidades de intervenção dos museus, apresentando-nos diferentes experiências museológicas de várias partes do mundo (Canadá, China, Itália, Brasil, França, Portugal, etc.) e que demonstram que, efectivamente, o caminho que um museu deve seguir deverá ser em estreita ligação com cada território e em função das suas necessidades. Partindo da ideia de coesão social, Varine partilhou connosco a sua percepção sobre o que é o “Museu do Passado” e quais as características do “Novo Museu e Novos Desafios”, o “Museu componente do capital social da comunidade”, o “Museu Libertador”, o “Museu educador do turista” e finalmente, algumas ideias sobre o “Museu e o desenvolvimento sustentável e participativo”. A partir desta comunicação e da diversidade de situações apresentadas pode-se concluir que cada vez há mais tentativas, mais projectos que procuram testar e descobrir novas fronteiras para a museologia. No contexto do debate, escasso é preciso dizer, pela falta de tempo disponibilizado, Varine chamou também a atenção para a emergência de novas profissões no museu: a profissão de mediador e a de facilitador. Sobre o mediador, Varine diz ser algo muito diferente do papel de guia. Trata-se de uma profissão, que considera essencial para estabelecer a ponte entre o museu e as comunidades, uma nova disciplina que põe em primeiro lugar o conhecimento sobre as culturas dos visitantes antes de poder apresentar a cultura representada no museu, e que nasce da necessidade de criar um diálogo mental entre as diferentes partes. Por outro lado, a profissão de facilitador resulta da necessidade de ajudar a concretizar iniciativas locais, sem perder de vista a qualidade de uma iniciativa que se caracterize de baixo para cima, possibilitando, por sua vez, iniciativas de cima para baixo, mobilizando ou remobilizando a iniciativa local.

Da comunicação de Alice Semedo foi suficientemente sublinhada a existência de (des) harmonias no trabalho dos museus com as comunidades. Nem sempre são processos fáceis, pelo contrário, interferindo aqui muitas e diversas variáveis: a questão da (des)confiança, os limites do museu e do seu papel, confrontações de ordem política, (in)flexibilidade, vários pontos de vista, diferentes expectativas, interesses diversos dos parceiros (quando se trabalha em rede), entre outros. De facto, pensar em estratégias que envolvam as comunidades tem pouco de linear, exige disponibilidade e flexibilidade e uma constante reflexão da parte de cada museu. São necessárias, em nosso entender, mais experiências piloto e a avaliação do trabalho que vai sendo feito através de estudos de caso.

Ana R. Carvalho

Publicités

Étiquettes : , , , ,

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s


%d blogueurs aiment cette page :