Lançamento de livro: « O Sagrado no Museu »

« O Sagrado no Museu »
Autora: Maria Isabel Roque
Editora: Universidade Católica Editora (UCEditora)
Índice

Amanhã, dia 30 de Abril será lançado o livro « O Sagrado no Museu » na feira do Livro de Lisboa. Não conheço ainda o livro, mas julgo que todas as publicações são bem-vindas para animar o panorama editorial sobre museus e museologia.

Pelas 16h00 (até às 19h00), no pavilhão C18 (do lado direito de quem sobre o Parque Eduardo VII). A autora estará presente para uma sessão de autógrafos.

Sobre a obra:

Através da análise da musealização de objectos do culto católico em contexto português, este estudo aborda a forma como o museu refere o sagrado: como exprime o pensamento imaterial e os sentimentos religiosos e como são referenciados os objectos litúrgicos e devocionais numa apresentação museológica.

A prevalência do valor artístico ou do conteúdo religioso implica uma diferenças no programa museográfico: no museu de arte, as alfaias litúrgicas integram-se de acordo com as respectivas tipologias materiais ou estilísticas; nos tesouros eclesiásticos e museu de religião, este espólio tende a organizar-se de acordo com a funcionalidade litúrgica ou simbolismo religioso.

O museu actual preocupa-se com a recontextualização do objecto em relação à anterior função sagrada, começando a considerar, tanto o contexto, a função e o significado, quanto os seus aspectos formais e históricos.

A arquitectura e o equipamento museográfico constituem a primeira estratégia para anunciar o significado do objecto, mas é a documentação textual que o apresenta ao visitante. A informação é sintética na proximidade da exposição, tornando-se mais profusa à medida que se afasta do percurso, acompanhando o visitante para lá do museu.

Neste aspecto, as novas tecnologias permitem ligar o espólio aos mais diversos campos do conhecimento: o museu pode providenciar-lhe toda a gama de significados. O estudo do objecto religioso encontra aqui uma vantagem crescente, ao permitir a sua apropriação sem risco de o profanar.

Sobre a autora:

Maria Isabel Roque, Doutora em História pela Universidade Lusíada com a tese Musealização do sagrado: Práticas museológicas em torno de objectos do culto católico. Integrou os comissariados das exposições Encontro de Culturas (Lisboa, 1994; Vaticano, 1996), Fons Vitae (Pavilhão da Santa Sé na Expo’98) e 500 Anos das Misericórdias Portuguesas (Lisboa, 2000). Integrou o grupo de trabalho para a versão portuguesa do Thesaurus: Vocabulário de objectos do culto católico. Lecciona Museologia e Património arquitectónico e móvel na Universidade Católica Portuguesa e História da Arte no Instituto Superior de Línguas e Administração. É investigadora no Centro de Investigação em Património da Universidade Lusíada. Autora de Altar cristão: evolução até à Reforma Católica. Lisboa: Universidade Lusíada, 2004.

Fonte: informação cedida pela editora

Publicités

Étiquettes : ,

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s


%d blogueurs aiment cette page :