Mais conferências em Setembro…

Eis mais algumas conferências no mês de Setembro:

– a conferência « Comunicação Pública da Arte e os Museus: Interacções * Intermédia * Interactividade« , no dia 23 de Setembro, no Museu Colecção Berardo. Mais informações:
http://www.cecl.com.pt/

– a conferência “Museus de Arte Hoje: perspectivas e expectativas museológicas”, no dia 29 de Setembro, pelas 18h00, Sala Multiusos 2, piso 4, Edifício I&D – Universidade Nova. A conferencista é Maria Cristina Oliveira Bruno (Professora Titular em Museologia, Museu de Arqueologia e Etnologia / Universidade de São Paulo). A conferência é organizada pelo Instituto de História da Arte – FCSH/UNL. Esta iniciativa parece ser indicadora das potencialidades que representa um maior intercâmbio entre Portugal e o Brasil na área da museologia.
Sobre este encontro, pode ler-se:

As expectativas museológicas em relação aos museus de arte na contemporaneidade acompanham as mesmas preocupações referentes a instituições de outras tipologias. Há reiterada indicação sobre a necessidade de renovação: das coleções e acervos, das estratégias de aproximação com os distintos segmentos de públicos no que se refere à dimensão social e às faixas etárias e, ainda, há demanda de inovação relativa aos modelos de gestão institucional e da delimitação das específicas funções sociais e educacionais.
Essas preocupações que são transversais ao universo dos museus, no caso dos museus de arte são acrescidas de questões referentes ao equilíbrio entre os avanços das experimentações artísticas e as estratégias museológicas empreendidas para a documentação e conservação dos objetos de arte, extroversão dos acervos e projeção de ações educativas. Há, sem dúvida, um dilema contemporâneo entre o registro do momento da criação e da proposição de poéticas estéticas e a intenção e ação relativas à preservação patrimonial e geração da herança cultural. Há, também, a concentração de esforços no desenvolvimento de propostas que valorizem a educação dos sentidos e suas respectivas correspondências em um cotidiano permeado pelo efêmero.
Localizamos as expectativas entre os dilemas que envolvem as renovações e inovações museológicas e podemos identificar algumas rotas que abrem caminhos para a atualização dessas instituições e seu melhor desempenho junto aos planos de políticas públicas patrimoniais, consolidando perspectivas para a fruição, valorização e projeção do legado artístico.
Entre várias menções, é possível sublinhar a relevância das metodologias educacionais de mediação apoiadas no triângulo articulado entre fruição estética, saber histórico e exercício de ateliê; da mesma forma é importante valorizar os projetos institucionais que buscam aproximar as comunidades em vulnerabilidade social dos museus ou mesmo aqueles que abrem seus espaços para os artistas residentes. Ainda no âmbito dessas perspectivas, as novas iniciativas inerentes à documentação do fazer artístico têm atraído a atenção dos profissionais especializados em sistemas de informação e merecem destaque no âmbito desta abordagem.
A partir desses enunciados, as expectativas relativas aos museus de arte serão delineadas e as perspectivas serão tratadas mediante a argumentação embasada em estudos de casos, a saber:
-Pinacoteca do Estado de São Paulo / São Paulo: a renovação dos processos museológicos e a busca da inclusão social;
-Casa das Onze Janelas / Belém: a arte inserida nos sistemas e redes museológicas;
-Museu de Arqueologia e Etnologia / São Paulo: a arte permeada pela perspectiva do outro;
-Museu Lasar Segal / São Paulo: a rota biográfica a serviço da fruição estética;
-Museu de Artes e Ofícios / Belo Horizonte: as reciprocidades entre arte e trabalho.
Esses casos servirão como exemplo de desafios pontuais que se encontram no específico dilema contemporâneo dos museus, ou seja: refinar as reciprocidades entre objetos interpretados e olhares interpretantes.
(Fonte: informação enviada pela organização do evento)

Mais informações, pode contactar:
iha@fcsh.unl.pt
iha.divulgacao@fcsh.unl.pt
Ou consultar: facebook.com/iha.fcshunl

E a 30 de Setembro realiza-se um seminário organizado pela Rede Portuguesa de Museus (o terceiro de 2011). O tema parte do projecto da exposição “A Taste of Europe – Sabores da Europa”, que resulta de uma parceria entre nove museus europeus. O objectivo destes encontros é “dar visibilidade a boas práticas e a experiências de referência no panorama museológico do país, com objectivos de reflectir sobre potencialidades, dificuldades, metodologias e processos.” (site IMC).
Mais informações: site IMC
Terá lugar no museu de Portimão (10.00h- 13.00h/14.30h-17.30h). A inscrição é gratuita (até 23 de Setembro).

Advertisements

Étiquettes :

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s


%d blogueurs aiment cette page :