Posts Tagged ‘Novas Tecnologias’

Colóquio « Novas Tecnologias para o Património », 28 NOv. 2009

novembre 25, 2009

Transcrevemos, em baixo, informação relativa à divulgação de um colóquio dedicado ao tema das novas tecnologias nos museus.

O Museu Dr. Joaquim Manso e a Rota Korrodi organizam no dia 28 de Novembro o colóquio “Novas Tecnologias para o Património”, na sequência da comemoração do Dia Nacional da Cultura Científica (24 Novembro).
As novas tecnologias de informação surgidas nas últimas décadas, em especial a internet, têm modificado as técnicas de produção e reprodução de textos, a divulgação do património, os suportes de comunicação. Possibilitam a partilha de informações à escala planetária em tempo real, tornando-se a sociedade contemporânea uma sociedade da informação.
Este colóquio propõe uma reflexão sobre o papel dos recursos tecnológicos na conservação, inventário, interpretação e comunicação do património junto de públicos diversificados, no sentido da sua maior acessibilidade e divulgação, tendo por base a apresentação de experiências do contexto nacional e regional, em museus, centros de interpretação, arquivos, bibliotecas e demais instituições culturais.

Local: Auditório da Biblioteca Municipal da Nazaré
Data: 28 de Novembro de 2009

Programa

10h00: Sessão de abertura
Painel I – Comunicar o património
Moderador: Célia Quico, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
10h15: Célia Quico – Introdução ao tema “Novas tecnologias para o património”
10h30: António Rodrigues – As TIC na promoção de interactividade nos espaços museológicos
11h00h: João Mareco – Batalha de Aljubarrota, da Idade Média ao Multimídia
11h30h: Genoveva Oliveira e Marco Neves – Património construído georeferenciado. O exemplo da arquitectura de Korrodi
12h00: Debate

12h30: Almoço livre

Painel II – Inventariar e conservar memórias
Moderador: Pedro Penteado, Serviços de Arquivística e Apoio Técnico da Direcção-Geral de Arquivos (DGARQ)
14h00h: Miguel Silvestre, Rede de Investigação, Inovação e Conhecimento da Câmara Municipal de Óbidos – Património Cultural na Estratégia Óbidos Criativa
14h30h: Jorge Lopes, Biblioteca Municipal da Nazaré – Imagoteca da Nazaré: preservação e divulgação da memória colectiva
15h00h: Sofia Rosa, EGEAC, E.E.M. – Valorização do Património Classificado. Castelo de São Jorge
15h30h: Laura Anastácio, Câmara Municipal da Nazaré – A Geocolecção do Museu da Nazaré
16h00: Debate
16h30: Encerramento

Organização: Museu Dr. Joaquim Manso e Rota Korrodi
Apoio: Câmara Municipal da Nazaré
Participação gratuita. Inscrição prévia até dia 26 de Novembro.

Inscrições e Informações:
Museu Dr. Joaquim Manso
telef. 262 562 802
e-mail: mdjm@imc-ip.pt

Fonte: http://mdjm-nazare.blogspot.com/

Publicités

Blogue da Casa Camilo

mars 2, 2009

casa-camilo-blogue

Criado há quase um ano, desconhecíamos a sua existência. Trata-se do blogue da Casa Camilo Castelo Branco em Vila Nova de Famalicão.

Bem-vindo à blogoesfera!

http://casadecamilo.wordpress.com/

Documentários relacionados com museus no youtube

février 24, 2009

videosyoutube

A empresa Arqueohoje (http://www.arqueohoje.com/) colocou no youtube (http://www.youtube.com/) vários documentários relacionados com museus.

Pode consultá-los no seguinte link:
http://www.youtube.com/results?search_type=&search_query=arqueohoje&aq=f

EITEC: Encontro Internacional Tecnologias Aplicadas à Museologia, Conservação e Restauro

juillet 23, 2008

O Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o Instituto de Soldadura e Qualidade, e as empresas Sistemas do Futuro – Multimédia, Gestão e Arte, Lda. e Conservar-Inovar, Conservação e Restauro de Bens Patrimoniais, Lda. estão a promover a 3ª edição do EITEC – Encontro Internacional de Tecnologias Aplicadas à Museologia, Conservação e Restauro decorrerá no Porto, na Biblioteca Almeida Garrett, a 23 e 24 de Outubro.

Mais informações:
http://www.sistemasfuturo.pt/eitec/

FICHA INSCRIÇÃO
PROGRAMA

Usabilidade e acessibilidade de museus online

avril 22, 2008

A comunicação de Ivo Gomes sobre « Usabilidade e acessibilidade de museus online » no âmbito do seminário de Usabilidade que teve lugar no passado dia 25 de Março de 2008, já se encontra disponível na internet:
http://www.ivogomes.com/apresentacoes/usabilidade-museus-online.pdf

Mais informações:
http://emuseu.blogspot.com/2008/04/usabilidade-dos-museus-online.html

Fonte: eMuseu

1.º Encontro de Blogs de Museus, 1 Mar. 2008

février 7, 2008

encontro-de-blogs.jpg

No próximo dia 1 de Março, pelas 14h00, o Museu da Chapelaria (S. João da Madeira) recebe o 1º Encontro de Blogs de Museus.

O objectivo deste encontro é fomentar a discussão e a troca de experiências neste domínio, pelo que serão convidados diversos autores de blogs, nomeadamente, um representante de um museu, um representante de uma associação ligada à museologia e um profissional de museus.

A entrada é gratuita, mas deverá fazer a inscrição através do seguinte e-mail:
museu.chapelaria@gmail.com

PROGRAMA PROVISÓRIO:

14H00 – RECEPÇÃO NO MUSEU DA CHAPELARIA
14H30 – BLOGS DE MUSEUS
14h45 – BLOGS DE ASSOCIAÇÕES
15H00 – BLOGS DE PARTICULARES.
15H15 – DEBATE
15H45 – VISITA TÉCNICA AO MUSEU DA CHAPELARIA

*oportunamente será divulgado o programa final e apresentadas as instituições e particulares que participarão

Museus e Internet

janvier 28, 2008

site-fundacao-serralves.jpg

Site Serralves

Cinco especialistas em webdesign avaliaram os sites dos museus
portugueses. No ranking, Serralves sai em primeiro; Museu Virtual da Imprensa e Museu Nacional do Azulejo fecham a lista

Veja a notícia no Público digital aqui

Eis o Ranking divulgado nesta notícia:

1 Museu de Serralves
2 Museu Colecção Berardo
3 Museu Monográfico de Conimbriga
4 Museu Nacional de Soares dos Reis
5 Museu Nacional de Arqueologia
6 Museu Nacional dos Coches
7 Museu Nacional do Neo-Realismo
8 Museu Nacional de Arte Antiga
9 Museu do Brinquedo
10 Museu Nacional do Azulejo
11 Museu Virtual da Imprensa

Aproveitamos para divulgar um artigo no âmbito desta temática:

Balsa Carvalho de Pinho, Joana Maria, 2007, Museus e internet. Recursos online nos sitios web dos museus nacionais portugueses, Revista TEXTOS de la CiberSociedad, 8. Temática Variada.

Disponível aqui: http://www.cibersociedad.net/

Resumo:

As tecnologias da informação e comunicação são cada vez mais utilizadas pelas instituições culturais, nomeadamente pelos museus. Estas têm repercussões quer para a gestão interna do próprio museu quer para a sua projecção externa; neste último caso desempenham um papel fundamental os sitios web. Partindo da observação e análise das páginas web dos museus nacionais portugueses é possivel constatar que a sua presença na www é heterogenea, disponibilizando informações, conteúdo e recursos muito diversificados, variando em quantidade, grau de aprofundamento e diversidade, aproveitando em maior ou menor grau as potecialidade da internet e reflectindo uma concepção teórica de relação museu – internet.

Software de Inventário, Gestão e Divulgação nos MUSEUS UP – INDEX RERUM

janvier 8, 2008

Amanhã será apresentado o « Software de Inventário, Gestão e Divulgação nos MUSEUS UP – INDEX RERUM -« Promovido pela Reitoria da U.Porto, a Faculdade de Arquitectura, no Auditório da Biblioteca da FAUP, às 14,00 h.

Esta apresentação tem como objectivo explicar o projecto de implementação desse software nas instituições museológicas da Universidade do Porto.

O Index Rerum é um sistema integrado de inventário e gestão de património, de base web. Está preparado para ser acedido de qualquer ponto da Internet, quer para simples consulta quer para registo, em função de diferenciadas permissões de login, sem exigir qualquer instalação prévia na máquina de acesso. Funciona indiscriminadamente em ambiente Windows, Mac e Linux.

Fonte: http://groups.google.com/group/ciarte/

Museu do Canteiro cria CD-Rom

janvier 4, 2008

cd-rom-do-museu-do-canteiro.jpg

CD-Rom sobre a cantaria
Museu do Canteiro

O Museu do Canteiro em Alcains (Castelo Branco) lançou muito recentemente um CD-Rom interactivo sobre temáticas ligadas à arte da cantaria, apresentadas de uma forma lúdica.

O CD-Rom visa sobretudo crianças do ensino pré-escolar, do 1.º e 2.º ciclo.

Este produto multimédia é o resultado de uma encomenda de serviços a uma empresa especializada nesta área. O CD-Rom insere-se no projecto Ambiente e Vida – Rochas, Solo, Clima e Seres Vivos coordenado pela Escola Superior de Educação de Castelo Branco (ESECB) e integrado no Programa Ciência Viva VI, co-financiado pelo POCI – Programa Operacional Ciência e Inovação 2010. Neste projecto a ESECB tem como entidades parceiras o Agrupamento de Escolas João Roiz, a Associação Educar, Reabilitar, Incluir Diferenças (ERID), a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) e a Câmara Municipal de Castelo Branco/Museu do Canteiro, em Alcains.

Além de incluir jogos permite ao utilizador uma viagem virtual pelo museu.

Mais informação aqui: « CD-Rom leva crianças à descoberta do museu » (Jornal Reconquista).

Nota: O Centro Cultural de Alcains – Museu do Canteiro foi inaugurado em 2005 e instalado no Solar Ulisses Pardal, em tempos designado como Solar dos Goulões. Trata-se de edíficio com excelente trabalho de cantaria, tendo sido recuperado e classificado como Imóvel de Interesse Público em 2002. O acervo do museu inclui algumas peças do antigo museu de Alcains, também dedicado aos canteiros, e retrata a arte de trabalhar a pedra e respectiva história.

Para saber mais sobre o « Solar dos Goulões » consulte o site do IGESPAR: http://www.ippar.pt/

Mais informações:
Centro Cultural de Alcains – Museu do Canteiro,
Rua das Fontainhas, 1
6005-057 Alcains
Tel. 272 900 220 | Fax: 272 900 229
E-mail: museudocanteiro@sapo.pt

Nós por lá…

octobre 15, 2007


©Ana Carvalho

Não podíamos deixar de participar em mais um « Encontro de Utilizadores », que conta já na sua 6.ª edição. O evento, organizado pela empresa Sistemas do Futuro – Multimédia, Gestão e Arte, Lda. realizou-se nos passados dias 11 e 12 de Outubro em Évora e colocou mais uma vez a tónica nas questões ligadas à inventariação do Património.

« O objectivo deste evento é de reunir profissionais dos diferentes sectores do património que, através da apresentação de casos práticos, partilham os seus conhecimentos e experiências com os restantes participantes. » (Mais informações, clique aqui)

Eis algumas impressões sobre o que se passou.

O primeiro dia (11 Outubro) começou com uma sessão à tarde subordinada ao Património Religioso e que procurou fazer o ponto de situação sobre a inventariação no contexto de algumas das principais Dioceses do país, nomeadamente as Dioceses de Évora, do Porto, de Lamego e de Santarém. Objectivos, critérios, metodologias, terminologias e thesauri foram alguns dos tópicos focados, sublinhando-se um ambiente de grande partilha e optimismo.

Ficámos a conhecer um dos outputs que resultaram do projecto de inventariação do Património Móvel Religioso promovido pela Diocese de Lamego, designadamente a seguinte publicação « Lamego: Um Inventário em Construção« , editada em Dezembro de 2006 e que se encontra disponível para descarregar da internet. Para saber mais sobre este projecto e o património inventariado que já se encontra disponível para pesquisar através de uma interface, clique aqui.

Ficámos igualmente a conhecer o trabalho realizado pela Diocese de Santarém que nos apresentou o seu projecto de inventariação, iniciado recentemente e que numa primeira fase se circunscreve a uma igreja piloto – Nossa Senhora da Piedade (Santarém). Mais informações clique aqui.

E para quem ainda não conhecia fica aqui o site relativo ao Inventário Artístico da Arquidiocese de Évora:http://www.inventarioaevora.com.pt/, e onde poderá encontrar informação sobre o projecto, interface para pesquisar numa base de dados sobre o património já inventariado para graúdos e outra para os mais pequenos, roteiros, além de aceder aos 4 números da newsletter e ao glossário.

O debate deixou ainda algumas interrogações em aberto, nomeadamente – “Inventariar e depois?” Por outro lado, pareceu claro para todos a importância da inclusão das comunidades na protecção do património, designadamente ao nível do processo de inventariação. A este propósito sublinhe-se a tão pragmática intervenção do Pe. Manuel Amorim, que entre outras coisas realçou a importância da criação de equipas de voluntários que na sua perspectiva devem fazer parte de uma estratégia de envolvimento das comunidades para a concretização dos inventários. Além disso, a tónica voltou a estar na sensibilização. Importa inventariar, mas de somenos importância está a aproximação do património à comunidade que dele usufrui.

A um debate ameno, mas profícuo seguiu-se uma visita guiada à sempre surpreendente Sé de Évora. Esta visita informal, pela mão do Dr. Artur Goulart, estamos certos, não deixou ninguém indiferente.

O dia seguinte foi dedicado à apresentação do projecto Grupos de Trabalho sobre Normalização, promovido pela empresa « Sistemas do Futuro » e que tem como objectivo a criação de uma norma de trabalho no que diz respeito à estrutura de dados, aos procedimentos e às terminologias utilizados na documentação de património. Ficámos a saber que o grupo de trabalho sobre registo de colecções arqueológicas começou em Janeiro de 2007. O projecto visa publicar, finalizados os trabalhos, um documento único que reflicta sobre as conclusões deste estudo.

Tempo ainda para a apresentação de outras experiências de inventário, nomeadamente o « Património integrado da Rota do Fresco », o inventário do Arquivo histórico da diocese de Évora e o inventário de « Arte Pública » promovido pelo Departamento de Património Cultural da Câmara Municipal de Lisboa.

Merece particular destaque, no contexto da apresentação de alguns produtos de multimédia de carácter educativo o « Clube da Sara » (Museu da Farmácia), projecto desenvolvido pela « Sistemas do Futuro » e que concorreu ao Festival Palmarès F@imp 2004 na categoria de Palmarès Multimédi’Art des CD-Rom, tendo ficado entre os 15 trabalhos seleccionados para ir à final. « Vamos conhecer o Oriente com S. Francisco Xavier » é o título de um projecto educativo promovido pelo Museu de S. Roque. Este projecto dirigido ao 3.º ciclo do Ensino Básico incluiu a concepção de vários produtos de apoio, nomeadamente um livro de banda desenhada – « Viagens e Lendas de S. Francisco Xavier, e um cd-rom em torno da figura de S. Francisco Xavier. Mais informações sobre este projecto clique neste endereço: aqui.
Finalmente, o Museu da Olaria da Câmara Municipal de Barcelos, apresentou-nos um cd-rom – « Viagem à Vila de Oleiros », um produto que conta a história da transformação do barro em peças, através de jogos que apostam na interactividade para a transmissão de conteúdos.

No 4.º painel da tarde destaca-se a apresentação do trabalho desenvolvido pelo Museu Municipal de Vila Franca de Xira ao nível da inventariação do Património e respectiva integração com os Sistemas de Informação Geográfica. No site do Museu poderá pesquisar além das colecções do museu o inventário do Património online.

Não podia deixar de referir a agradável surpresa de encontrar finalmente um rosto para alguns dos blogues activos na área da Museologia e Património, nomeadamente o Alexandre Matos do Mouseion, a Patricia Remelgado do Pporto dos Museus e o Jorge Manuel do Inventário.

Salientamos a importância de encontros como este que permitem a troca de experiências e o debate nesta área. Saudações especiais ao Dr. Fernando Cabral (Director Geral da Sistemas do Futuro) e respectiva equipa pelo belíssimo trabalho realizado.